(diamond films)

‘Depois do Casamento’ | CRÍTICA

Alvaro Tallarico

|

18 de setembro de 2019

Batidas na porta da frente. ‘Depois do Casamento‘ começa com lindas imagens aéreas, meditação, tranquilidade… Até tudo virar de cabeça para baixo. Bart Freundlich escreve e dirige esse drama estrelado por sua mulher, Julianne Moore, e a versátil Michelle Williams.

Leia mais:

– ‘MEU MUNDIAL – PARA VENCER NÃO BASTA JOGAR’ | CRÍTICA
– “CULTURA NÃO DÁ COMIDA, MAS FORNECE LIBERDADE” – NÉSTOR GUZZINI, ATOR DO URUGUAI | ENTREVISTA
‘O MENINO QUE FAZIA RIR’ | CRÍTICA

A meditação dá lugar ao caos e a pobreza na Índia. Parece que vamos ver algo sobre burocracia. Ops, uma árvore gigante caída e um ninho com ovos quebrados. As simbologias estão presentes ao redor do filme, mas criam expectativas que não são necessariamente sanadas. Em verdade, somos lindamente surpreendidos algumas vezes. Michelle Williams, mantendo a qualidade de praxe, nos apresenta um alguém lutando para se conter perante as opções que surgem.

Afinal, é bom ver o contraste entre as duas personagens principais da trama, a mulher de negócios bem sucedida e firme contra a meditante solidária preocupada com os pobres. O “luxo” contra o “lixo”. Sem dúvidas, a partir de suas escolhas, o diretor deixa claro o deslocamento de Michelle Williams, ressaltado pelas cores que usa. A direção de arte é caprichada, os figurinos revelam as personalidades e nos auxiliam a conhecer melhor os personagens; enquanto a fotografia apresenta nuances que realçam os momentos decisivos, como nas cenas em que Michelle está sozinha na cobertura do hotel.

A saber, as personagens principais não tem nome e se confundem com as atrizes.  Abby Quinn como Grace Carlson e Billy Crudup como Oscar Carlson se esforçam, porém, perante as extraordinárias Julianne Moore e Michelle Williams, a competição é injusta.

MEDITE OU GRITE

Em certo momento, Michelle está tentando meditar. Contudo, tem batidas na porta. Conhece a belíssima e poética canção que diz “Batidas na porta da frente… é o tempo”? ‘Resposta ao Tempo’ foi composta por Aldir Blanc e Cristovao Bastos. Esse clássico da música popular brasileira – principalmente na voz de Nana Caymmi – poderia muito bem ser a trilha sonora desse longa-metragem. Sugiro ouvir antes ou depois de assistir ao filme.

Depois do casamento tudo pode acontecer. Recebemos na face o questionamento se estamos passando pelo mundo ou o mundo por nós. Definitivamente, o desconforto traz crescimento. Ademais, escrevo aqui de forma quase enigmática e sucinta pelo fato de que este é o tipo de filme que não vale dar spoilers ou falar nada que estrague as surpresas.

Enfim, fique sabendo que o tempo é algo impalpável, impagável. Nosso tempo é precioso e não pode ser desperdiçado, essa é uma das indicações desse belo drama, refilmagem de um filme dinamarquês de Susanne Brier. É gostoso como uma arte pode te ligar à outras, dessa forma, a película me lembrou também Oswaldo Montenegro: “Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço. Que a arte nos aponte uma resposta, mesmo que ela não saiba”.

::: TRAILER

::: FICHA TÉCNICA

Título original: After the Wedding
Direção e Roteiro: Bart Freundlich
Elenco: Julianne Moore, Michelle Williams, Billy Crudup, Abby Quinn
Distribuição: Diamond Filmes
Data de estreia: 19/09/19
País: Estados Unidos
Gênero: Drama
Ano de produção: 2019
Duração: 1h52min

Alvaro Tallarico

Jornalista vivente andante (não necessariamente nessa ordem), cidadão do mundo, pacifista, divulgador da arte como expressão da busca pela reflexão e transcendência humana. @viventeandante
O que sabemos sobre Wicked Boa noite Punpun Ao Seu Lado Minha Culpa Lift: Roubo nas Alturas Patos Onde Assistir o filme Lamborghini Morgan Freeman