Kitz

‘Kitz’ | Uma história de vingança adolescente

Jhone Silva

|

5 de janeiro de 2022

Curiosamente, nas séries dramáticas destinadas para o público adolescente, sempre há um objetivo central na história, mas depois ela desdobra muitos outros subenredos para aderir ao gênero. Como terminariam as histórias terminariam se os escritores não se tentassem na vida dramática dos adolescentes e se concentrassem no assunto em questão?

A priori, Kitz da Netflix tem muito potencial – o drama alemão segue uma garçonete chamada Lisi, que está determinada a se vingar de uma garota que ela culpa pela morte de seu irmão. Para fazer isso, ela se infiltra em um grupo de adolescentes ricos de Munique.

Potencial desperdiçado

No entanto, apesar de seu potencial, Kitz segue a curiosa estrutura comentada anteriormente e se perde de sua premissa no decorrer de sua temporada, apenas para ressurgir nos dois episódios finais para completar o ciclo da história. Enquanto mantém o plano de vingança sob controle, a série explora a natureza hormonal de adolescentes altamente estimulados; o tipo que você esperaria de uma vida pródiga, completamente inconsciente do mundo real. E, por fim, Lisi quer se vingar de Vanessa, uma garota rica que tenta desesperadamente ser uma influenciadora e muitas outras coisas, trabalhando nas engrenagens do personagem principal.

Kitz tenta manter o objetivo como motivo principal e, enquanto o faz, vagamente preenche minutos com momentos menos interessantes. Em vez de se concentrar no progresso de Lisi, ele devora a história com muito vazio. O potencial está lá na trama, mas se torna muito raso.

Além disso, outro fato interessante é o momento em que a série estreou. Pouco depois do Natal, mas um dia antes da véspera de Ano Novo, quando o popular Cobra Kai retornou. É quase como se a Netflix não confiasse em sua série para ganhar terreno, o que é estranho, especialmente com histórias de jovens adultos e outras séries dramáticas jovens tomando forma e espaço no serviço de streaming nos últimos dois anos.

Por fim, o grande ponto positivo de Kitz é a personagem principal, singularmente interessante por si mesma, este é o maior elogio que posso fazer à atriz e série. Todo o resto foi decepcionante.

Aliás, vai comprar algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Ficha técnica – Kitz

Título original: Kitz
Temporada: 01
Episódios: 06
Duração: 45 minutos
Direção: Maurice Hübner e Lea Becker
Roteiro: Daniela Baumgärtl, Tanja Bubbel, Janina Dahse, Korbinian Hamberger, Vitus Reinbold e Niko Schulz-Dornburg
Elenco: Valerie Huber, Sofie Eifertinger, Bless Amada, Felix Mayr, Zoran Pingel, Ben Felipe, Tatjana Alexander, Souhaila Amade, Florence Kasumba, Johannes Zeiler, Steffen Wink, Alexander Gaida, Andreas Pietschmann, Wolf Bachofner, Simone Fuith, Krista Tcherneva, Nadeshda Brennicke, Tyron Ricketts, Thomas Lettow, Alina Fritsch
Onde assistir: Netflix
Estreia: qui, 30/12/2021
País: Alemanha e Áustria
Gênero: Drama e Mistério
Classificação: 16 anos

Jhone Silva

Um jovem paulistano que aproveita a boemia da maior cidade brasileira, embora prefira ficar trancado em seu quarto lendo, assistindo, escutando e jogando e fazendo arte. Mas sempre com uma qualidade duvidável, é claro.
6
Créditos Intergaláticos

Créditos Galáticos: 6

Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme