IZRRA lança a dançante faixa ‘Vênus’

Rafael Vasco

|

15 de abril de 2022

Revelação da black music nacional, o cantor IZRRA lançou nesta sexta-feira (15) o single ‘Vênus’, uma música dançante que promete te fazer dançar. Aliás, a canção está disponível nas plataformas digitais e já chega com um videoclipe, mostrando a vibe carioca do artista, além de valorizar a representatividade negra na tela.

A saber, ‘Vênus’ terá sua primeira performance no dia 17 (domingo), no ‘Sararau do IZRRA’, evento que reúne diversos artistas em um espaço democrático de arte voltado para a cultura negra, no Rio de Janeiro. Portanto, se quiser conferir de perto, basta clicar no link.

Nesse sentido, o ULTRAVERSO convidou o cantor para uma conversa em que falamos sobre a nova música, o ‘Sararau do IZRRA’, referências musicais e carreira. Então, confira o nosso bate papo:

ULTRAVERSO: IZRRA, você tem uma longa história com a música, canta desde muito cedo. Porém, em que momento ela se tornou o seu principal ofício?

IZRRA: Ela sempre foi o meu principal foco, desde os meus 4 anos de idade eu já cantava na igreja. Até mesmo na época de escola, quando me perguntavam o que eu gostaria de ser, dizia que queria ser cantor, um artista. Assim, gosto de falar que desde o ventre da minha mãe a música já tinha me escolhido. Eu respiro música. Se ela não estiver na minha vida, eu paro de viver.

Aliás, nesta sexta-feira conhecemos ‘Vênus’, o seu mais novo single. Conta um pouco sobre essa letra e como ela surgiu?

IZRRA: Eu costumo dizer que essa música é a mais animada do meu repertório. Nesse sentido, queria trazer uma canção alegre, ainda que eu seja um cantor romântico. Essa composição foi feita juntamente com Pablo Bispo, Ruan Guimarães, Gondin, Multi e Nyna. Essas pessoas têm um astral muito animado, uma energia lá encima, e eu queria essa atmosfera no meu trabalho.

Sobre a letra, eu estava lendo muito a história de Afrodite e seu filho, que era um Deus do Amor. E essa música conta a história do meu amor por uma ‘Vênus’, que por sua vez não é uma pessoa padrão. As mulheres que eu amo e estão na minha vida são reais, fora do padrão. Por essa razão, vi a necessidade de falar e valorizar aquelas que estão perto de mim, como minha mãe, irmãs e sobrinhas.

A saber, a faixa já chega com um clipe, dando cara para essa letra. Qual foi o conceito pensado para esse vídeo?

IZRRA: Eu quis destacar as minhas referências, de onde venho, mostrar também a beleza do Rio e das pessoas que vivem nele, do homem e da mulher preta. Dessa maneira, esse vídeo é mais ou menos a minha vida, meu caminho, os lugares que vim andando e crescendo. Assim, eu quero viver num futuro em que pretos e pretas vivam com excelência.

IZRRA, em que medida o trabalho audiovisual contribui para valorizar uma faixa?

IZRRA: Total, 100%, conseguimos entregar a mensagem que queremos passar. Claro, cada pessoa pode interpretar de uma forma, mas com o vídeo elas visualizam aquilo que o artista quis transmitir. E para mim, que curto sempre mudar, trocar o cabelo, roupas, o audiovisual acaba sendo uma das vertentes mais importantes dentro do meu trabalho.

Capa do single ‘Vênus’, de IZRRA (Foto: Divulgação)

Falando nisso, ‘Vênus’ vai ser tocada ao vivo no ‘Sararau do IZRRA’, que está de volta para a terceira edição. Nesse sentido, fale qual é a proposta desse evento?

IZRRA: A ideia desse projeto é que vozes pretas sejam ouvidas, de artistas independentes, também aqueles que estão começando. Agora eu estou em uma gravadora [Universal Music], mas antes estava nesse rolê independente. Logo, a ideia do ‘Sararau do Izrra’ surgiu quando eu estava saindo muito para alguns Saraus, curtindo com meus amigos. Nesse momento pensei que poderia fazer uma parada minha, para pessoas pretas. Claro, pessoas brancas são muito bem-vindas, mas penso que os pretos precisam mostrar a sua mensagem.

Agora falando sobre inspiração, quais artistas fizeram parte da sua formação musical e podemos notar essa influência no seu trabalho?

IZRRA: São vários nomes que vêm na minha cabeça, mas posso citar alguns, como Brian McKnight, Michael Jackson, Whitney Houston, Djavan, Jorge Vercillo, Luiz Melodia, Jackson Five, Bruno Mars entre tantos outros.

E quais gostaria de fazer uma parceria?

IZRRA: Liniker seria a minha parceria dos sonhos, ela me inspira muito.

Para finalizar, neste ano você vai ser um dos destaques do Espaço Favela no Rock In Rio. Portanto, de que maneira surgiu esse convite e o que está preparando para esse show?

IZRRA: Estava havendo uma seleção de artistas vindos de comunidade que estariam neste espaço no Rock In Rio. Acabaram curtindo muito o meu trampo e fui um dos escolhidos. Fiquei muito feliz com essa oportunidade e estou preparando um show lindo para este dia [8 de setembro].

Serviço:

Sararau do IZRAA

Data: 17/04 (domingo)

Horário: a partir das 17h

Local: Terrasse Rio  – Centro – RJ

Ingressos AQUI

Ademais, acompanhe o IZRRA

Instagram

Spotify

Youtube

Quer aparecer aqui também?

Então você é artista e acha que não tem muito espaço? Fique à vontade para divulgar seu trabalho na coluna Contra Maré do ULTRAVERSO! Não fazemos qualquer distinção de gênero, apenas que a música seja boa e feita com paixão!

Além disso, claro, o (a) cantor(a) ou a banda precisa ter algo gravado com uma qualidade razoável. Afinal, só assim conseguiremos divulgar o seu trabalho. Enfim, sem mais delongas, entre em contato pelo e-mail guilherme@ultraverso.com.br! Aquele abraço!

Rafael Vasco

Um viciado em informação, até mesmo as inúteis. Com dois minutos de conversa, convenço você de que sou legal. Insta: _rafael_vasco
Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme