O Homem da Norte The Northman crítica do filme 2022 onde assistir elenco data de estreia lançamento

Foto: Aiden Monaghan / Features / Divulgação

Robert Eggers traz a obra definitiva da Era Viking em ‘O Homem do Norte’

Aramis Rommel

|

12 de maio de 2022

Depois do sucesso de O Farol e A Bruxa, chegou a hora de Robert Eggers pegar as suas malas e viajar para os tempos da Escandinávia Medieval, onde a produção de uma violentíssima história de vingança o aguarda.

A Lenda de Amleth e Hamlet

Baseado em A Lenda de Amleth, um romance dos tempos nórdicos que supostamente serviu de inspiração para que William Shakespeare criasse Hamlet, O Homem do Norte (The Northman) conta a história de Amleth (Oscar Novak), um jovem príncipe que fugiu de seu antigo reino após o seu tio bastardo Fjolnir (Claes Bang) matar o seu pai e tomar a sua mãe como esposa. Durante a fuga, o príncipe jurou que irá vingar o seu pai, salvar a sua mãe e matar o seu tio.

Já adulto, Amleth (agora interpretado por Alexander Skarsgård) se tornou um brutal saqueador de vilarejos e vendedor de escravos. Isso, no entanto, mudou após uma vidente (Björk) relembrá-lo que ele ainda não cumpriu a promessa que fizera quando mais novo. Ainda com sede de vingança, Amleth se infiltra entre os escravos e viaja até a Islândia para matar o seu tio e salvar a sua mãe, a rainha Gudrun (Nicole Kidman).

Leia também:

‘Águas Selvagens’ peca no exagero de coincidências

Filmes sobre a indústria de jogos de azar online que valem a pena assistir

‘O Peso do Talento’ faz rir e vibrar com Nicolas Cage

Niilismo

Uma coisa a se notar sobre Eggers é o título que ele dá aos seus filmes. Percebe-se que todos eles são bem simples e objetivos, como se ele quisesse criar a história definitiva sobre o tema que está abordando. Não é A Bruxa de Blair, mas sim A Bruxa; não é O Homem do Norte: A Vingança de Amleth, mas sim O Homem do Norte, apenas. Nisso ele acerta bastante, pois toda a cultura, violência, selvageria, nojeiras, religião e esportes são retratados de maneira bem fiel para a época em que o longa se passa.

Por conta disso, muitos podem acabar estranhando certas cenas, por estarem acostumados com obras onde um saqueador de vilarejos, vulgo viking, é retratado como um sujeito heroico e com cara de galã da novela das 9. Essa é definitivamente uma história onde a inocência e o heroísmo foram deixados de lado em prol de um mundo frio e niilista.

Visceral

Eggers não poupa os olhos dos espectadores ao mostrar diversas cenas viscerais saltando na tela do cinema. As cenas de batalhas são violentamente lindas, embora não seja o foco real do filme. Todas essas cenas tem motivos convincentes para existir. No entanto, pelo fato de O Homem do Norte se vender como um longa de ação, é provável que muitos irão ao cinema na expectativa de ver uma espécie de “Rambo nórdico”, o que poderá gerar uma certa decepção ao descobrirem que a produção trabalha muito mais com drama do que com tiro, porrada e bomba.

A magia pagã existe no filme, mas não espere algo nível Harry Potter. Parece que o cineasta quis deixar o lado sobrenatural mais pé no chão, como se Amleth tivesse ingerido cogumelos antes de procurar uma espada que só funciona a noite. É uma ideia legal, mas confesso que me questionei se todas essas cenas eram reais ou não – o que com certeza foi o objetivo do diretor.

Aspectos técnicos

Os aspectos técnicos também se destacam. A trilha sonora tem um ar arcaico, retratando bem a época em que o filme O Homem do Norte se passa. A fotografia é bela e assustadora quando tem que ser. Além disso, o biotipo corporal dos personagens são bem realistas para uma época em que não existiam tantas opções de suplementação e exercícios físicos. Ou seja, como já foi dito antes, você não encontrará aqui nenhum saqueador com o rosto e o corpo de um galã de novela.

As atuações em nenhum momento me incomodaram. Todos souberam fazer os seus devidos papéis. Destaque para as cenas animalescas onde os atores agiam feito uns berserkers prontos para estripar as suas vítimas.

Não é para todo mundo

Talvez o único ponto negativo é de que o filme não é para todo mundo. Como foi dito antes, se você procura uma história de ação onde uma espécie de Rambo nórdico chega dando machadada em duzentos homens cristãos e saindo ileso, então, definitivamente, O Homem do Norte não é para você. Além disso, o ritmo lento e as partes sobrenaturais podem cansar e confundir a cabeça de algumas pessoas. Fora isso, é um ótimo longa-metragem para os fãs de história, drama e folk nórdico.

Por fim, após tantos filmes, jogos e séries onde os vikings são romanceados como caras legais. Eggers, enfim, trouxe a obra definitiva da Era Viking.

Onde assistir ao filme O Homem do Norte?

A saber, o filme O Homem do Norte estreia nesta quinta-feira, 12 de maio de 2022, exclusivamente nos cinemas.

Aliás, vai comprar algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Por fim, não deixe de acompanhar o UltraCast, o podcast do Ultraverso:

Trailer do filme O Homem do Norte

O Homem do Norte: elenco do filme

Anya Taylor-Joy
Alexander Skarsgård
Nicole Kidman
Claes Bang
Ethan Hawke

Ficha Técnica (O Homem do Norte)

Título original do filme: The Northman
Direção: Robert Eggers
Roteiro: Robert Eggers e Sjón
Duração: 137 minutos
País: Reino Unido e Estados Unidos
Gênero: drama e ação
Ano: 2022
Classificação: 18 anos

Aramis Rommel

Carioca sem sotaque. Formado em Educação Física e estudando para ser enfermeiro. Nas horas vagas dedico o meu tempo falando mal dos filmes do Zack Snyder.
5

Créditos Galáticos: 5

Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme